Como você sabe, os dutos são uma parte vital das instalações de HVAC e sempre vale a pena a gente relembrar sua evolução e as várias modalidades hoje existentes.

Eles servem, basicamente, para conduzir o ar condicionado aos ambientes, levá-lo de volta ao sistema e transportá-lo para fora (exaustão).

Sua evolução, ao longo do tempo, ocorreu com o surgimento de novos materiais e também pelo fato de passar a receber revestimento isolante para reduzir a transferência de calor.

Com relação aos vários tipos existentes, um dos mais utilizados nos dias de hoje é o duto flexível. Formado por dois tubos concêntricos de alumínio e poliéster, seu isolamento térmico é feito por uma camada de lã de vidro ou lã de fibra de vidro.

Tem também os dutos metálicos, feitos de chapa galvanizada, aço inoxidável, cobre ou alumínio, que são cortados e moldados de acordo com as dimensões desejadas e, por serem bons condutores térmicos, igualmente requerem isolamento.

Dutos metálicos podem ser moldados de acordo com as dimensões desejadas

Por falar em fibra de vidro, este é outro material de que os dutos são feitos. Neste caso, por meio de placas de alta densidade cortadas e dobradas até se chegar à forma compatível com o projeto do sistema.

A face externa dessa modalidade de duto leva uma folha de alumínio reforçada para atuar como barreira de vapor, podendo a interna receber o mesmo tipo de revestimento ou então uma camada de tecido, dependendo dos requisitos da instalação.

Por fim, temos os dutos feitos de plástico ou espuma. Eles recebem cortes e dobras até chegar à forma transversal do sistema, com as faces interna e externa geralmente revestidas de alumínio.