É muito comum ouvir-se no mercado que, embora custe um pouco mais e exija manutenção com mão de obra especializada, o split inverter acaba ganhando do aparelho convencional, sobretudo por causa da economia na conta de luz.

Mas você sabe por que isso acontece?

Na verdade, a explicação é bem simples. A diferença está na forma como trabalha o compressor.

Ao ligar o aparelho comum o equipamento funciona para atingir a temperatura desejada e desliga quando isso ocorre, passando a ligar novamente, em potência máxima, sempre que o calor do ambiente volta a aumentar. É nesses picos de energia que as lâmpadas do local até oscilam levemente.

Já no inverter o compressor opera de forma contínua, mantendo-se em rotação muito baixa, apenas para manter o ambiente resfriado, quando chega à temperatura desejada e vai aumentando gradativamente sua velocidade se o termômetro subir.

E onde entra a economia de energia? É fácil de entender. Como o maior consumo do compressor acontece no momento do arranque, o split inverter consome menos, pois não trabalha no constante liga-desliga do aparelho tradicional, característica importante também para uma maior vida útil da máquina.

Bem, agora você já pode orientar melhor seu cliente quando ele questionar qual o aparelho seria mais vantajoso para manter o ambiente climatizado, sem levar às alturas o gasto mensal com energia elétrica.


Deixe seu comentário

comentários